Qual a maior cobra de todos os tempos?

Quando pensamos em serpentes gigantes, logo nos vem à mente uma sucuri enorme na floresta amazônica ou uma phyton gigante que existe na Ásia.

De fato, a sucuri e a phyton são as duas maiores cobras do mundo hoje! Mas, uma outra cobra bem maior que essas duas já habitou o nosso planeta há milhões de anos atrás.

 

Titanoboa a maior cobra que já existiu

Fósseis de uma enorme cobra foram descobertos em uma mina de carvão na floresta amazônica da Colômbia em 2009. Os paleontólogos estimaram que o comprimento da cobra chegava aos 14 metros e 1 metro de diâmetro, além do peso de 1,5 toneladas. Com base em suas descobertas, os cientistas que identificaram essa nova espécie de cobra, disseram que ela era grande o suficiente para se alimentar até de um crocodilo. Como as cobras são animais de sangue frio, a temperatura média da Amazônia deveria ser de 6 a 8 graus mais quente, para que uma cobra tão grande assim poder sobreviver.

De acordo com tamanho das vertebras fossilizadas que foram encontradas, os pesquisadores compararam com as vertebras de uma sucuri dos dias de hoje, e chegaram a conclusão sobre o seu tamanho. Veja abaixo a vertebra de uma titanoboa com a de uma cucuri.

titanoboa fossil

 

A enorme cobra teria surgido há cerca de 58 milhões de anos atrás, durante o período paleoceno, logo após a extinção dos dinossauros. A maior cobra de todos os tempos foi também o maior predador desse período, estando no topo da cadeia alimentar por um cerca de 10 milhões de anos, enquanto ela existiu.

 

Como era a alimentação?

a titanoboa existe

Os pesquisadores acreditam que a titanoboa se alimentava principalmente de grandes animais, como crocodilos primitivos e tartarugas gigantes. A forma como ela atacava suas presas é a mesma que a sucuri usa, um bote e logo em seguida a vítima é envolvida em um “abraço fatal”.

O aperto dessa cobra chegava a 400 libras por polegada quadrada, era algo surpreendentemente forte. Durante uma única refeição ela conseguia comer um animal de até mil quilos. Após uma alimentação dessa ela teria que ficar por até um ano parada, apenas digerindo o alimento.

 

Leia também:

Cadáveres podem ficar arrepiados

O que é a deep web e como acessar

 

A vida da maior cobra de todos os tempos

O peso de mais de uma tonelada provavelmente dificultava uma cobra dessa de se rastejar, fato esse que leva a crer que essa cobra gigante viveu boa parte da sua vida dentro da água, onde era mais fácil de se locomover.

Para os cientistas, a maior cobra de todos os tempos tinha uma estimativa de vida de 30 anos. Durante a reprodução ela teria em média 80 filhotes, que eram gerados em ovos dentro de sua barriga, eclodiam dentro da própria mãe e já nasciam prontos para caçar.

As condições climáticas dos trópicos no período paleoceno, favoreciam o desenvolvimento de animais gigantes, como a titanoboa.

Durante as pesquisas foram encontradas vertebras fossilizadas da maior cobra de todos os tempos, que sugeriram aos pesquisadores seu imenso tamanho. Em comparação às vertebras de uma sucuri de hoje, a titanoboa seria bem maior. Também foram encontrados fragmentos do seu crânio, permitindo aos paleontólogos imaginar como a maior cobra de todos os tempos seria. Veja abaixo fotos de como a titanoboa seria.

a titanoboa ainda existe

tamanho da maior cobra ja encontrada

 

Essa descoberta científica da maior cobra do mundo, levou os pesquisadores a criarem uma réplica do esqueleto desse réptil, a partir das vertebras encontradas. Logo abaixo veja as fotos de como seria o esqueleto da maior cobra de todos os tempos.

 

A titanoboa ainda existe?

titanoboa bigger than anaconda

Histórias de cobras gigantes é algo que está no imaginário de muitas pessoas que se interessam pelo assunto, isso foi reforçado também através de filmes, como o da anaconda. O que não faltam são relatos de pessoas que viram cobras enormes na floresta amazônica, desde nativos até pesquisadores que já se aventuraram em explorar as selvas da região Norte do Brasil.

Mas, mesmo antes de filmes descrever cobras monstruosas, pessoas já afirmaram terem avistado cobras que poderiam chegar aos 18 metros de comprimento. É claro que se uma cobra dessa dimensão ainda existir nos dias de hoje, um local bem provável dela viver seria a floresta amazônica.

Apesar do avanço nos desmatamentos para diversos fins, a região amazônica ainda tem muitos pontos inexplorados, que poderiam abrigar um animal de tal porte, e alimentos com certeza não faltaria para uma cobra dessa. São histórias difíceis de acreditar, mas, quem sabe um dia alguém possa filmar uma cobra dessa e apresentar a descoberta ao mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *