Quem inventou o telefone?

Atualmente não podemos viver sem o telefone. Nós o usamos o tempo todo, mas nem sempre foi assim. Você não tem curiosidade para saber quem inventou o telefone e como ele evoluiu para alcançar os atuais celulares modernos?

A origem do telefone

alexander graham bell 1847 1922

O telefone é um invento que se iniciou como um joguete infantil lá no século XVIII. Inúmeros pesquisadores descreveram transmissores elétricos de voz, partindo de exposições totalmente teóricas, mas sem se preocupar na fundamentação das hipóteses.

O primeiro pesquisador, e um dos mais relevantes, foi Antonio Meucci, o italiano que inventou em 1854 o telephon. Foi Meucci quem criou um objeto que transpunha sua voz da parte de baixo da casa para a superior.

Entretanto, sendo um homem pobre, não possuía dinheiro o bastante para patentear. Portanto, tecnicamente não foi ele quem inventou o telefone. 

Este fato, por conseguinte, foi aproveitado posteriormente por outros homens. Eles usaram a forma de funcionamento do mecanismo, como será visto abaixo.

Algum tempo depois, no ano de 1863, Johann Philipp Reis, alemão, passou a usar a palavra telephon. Ele se referia a uma membrana que vibrava, fechando e abrindo através de circuitos elétricos que reproduziam um som musical. Contudo, Reis acabou não dando importância, considerando aquilo um brinquedo simples.

Quem inventou o telefone, afinal?

Quem inventou o telefone foi Alexander Graham Bell. Ele era um cientista britânico e patenteou o artefato em 14 de janeiro de 1876 em Nova York.

Mas, há muita controvérsia. Naquele dia, dois homens, Elias Gray e Graham Bell apareceram no Escritório de Patentes de Nova York. Eles queriam fazer o registro da incomum e inusitada invenção: o telefone, com a patente de número US178399A.

Mas Bell apareceu por lá às 12:00 e Gray às 14:00. A diferença de horário foi o que deu ao escocês o título de pai do telefone, a mais relevante invenção de todos os tempos.

Esta criação usava eletricidade para comunicação à distância iniciada por redes telefônicas. Isso se dava pelo fato de discar alguns números, colocando em contato verbal, pessoas fisicamente distantes.

Gray e Bell brigaram por cerca dez anos, entretanto o veredicto final deu a vitória a Bell. Portanto, quem inventou o telefone tecnicamente foi ele.  

Quem foi Graham Bell?

telefone alexander graham bell

A mãe de Bell era surda e trabalhava com a recuperação de tais pacientes. Sua vida toda se mostrou interessado pela acústica, sendo uma espécie de “ponto de partida”.

É verdade que ele também trabalhou em sistemas telegráficos. Ele pensava que esses sistemas deveriam ser capazes fazer a transmissão de diversas mensagens ao mesmo tempo. Foi nos EUA que seu gosto pela telegrafia o levou à “invenção” do telefone de maneira casual.

Certo dia, Thomas Augustus Watson, o assistente, sofreu um inusitado “incidente”. Ele estava manuseando um dispositivo de telégrafo, o qual tentava aperfeiçoar e recebeu um breve choque.

Watson deu um movimento falso então, o que ocasionou o mau contato. Na outra extremidade da linha, em um cômodo diferente, Bell pôde ouvir o barulho.

Entretanto, levou cerca de um ano para se aproveitarem do incidente promissor. Foi aí que Bell patenteou o telefone antes mesmo de saber se funcionava bem ou não.

Sendo quem inventou o telefone, Graham mostrou sua invenção em uma exposição na Filadélfia. Ganhou bastante destaque já que se comemorava 100 anos da Independência dos Estados Unidos.

Pedro II, Imperador do Brasil, foi um ilustre convidado. Examinou atentamente o aparelho, e quando percebeu que vozes saiam dele, exclamou perplexo: “Essa coisa fala!”

Leia também:

A evolução do telefone

quem inventou o telefone

Em menos de 25 anos, 1 em cada 50 pessoas possuíam telefones nos EUA. Não tinha 30 anos ainda quando, quem inventou o telefone, Bell, alcançou uma fortuna imensa.

O primeiro centro telefônico foi instalado em New Haven, em Connecticut, no ano de 1878. Tinha 21 assinantes, incluindo Mark Twain, o romancista.

Quando o originador da chamada pegava o receptor, um interruptor que funcionava por eletricidade era ativado. A luz no painel avisava ao operador. Este movia uma alavanca, perguntando ao assinante com quem ele queria falar.

Havia somente 8 linhas de telefone individuais que eram compartilhadas pelos assinantes. O operador acompanhava a conversa vez ou outra, pois não tinha como saber quando a ligação tinha terminado.

As centrais telefónicas automáticas, isto é, as chamadas sem telefonista, foram inventadas em 1889. Desta vez, não foi quem inventou o telefone que mereceu os créditos. Foi um empresário do necrotério de Kansas, Almon S. Strowger. 

Este estava intrigado, pois os serviços da sua funerária que eram solicitados acabaram sendo descobertos. Ele identificou que a responsável era a operadora da central – esposa do concorrente – que havia desviado as ligações.

Strowger pensou em como poderia usar o serviço sem passar pela mulher. Ele tirou o fone do gancho e não respondeu a voz perguntando com quem queria se comunicar.

Assim, ele descobriu que o assinante podia memorizar o número de outra pessoa apertando três botões combinados. O disco que rodava foi inventado depois, resultando no telefone de disco.

Bell não adotou as trocas automatizadas até 1919. No ano de 1884 a SINO permitiu a chamada para longas distâncias. Foi então que se criou uma linha entre Nova York e Boston. Foram 485 km ligados por 10.000 postes de telefone e montes de fios de cobre, que substituíram o ferro.

A história do celular

curiosidades interessantes

Após descobrirmos quem inventou o telefone, vamos conhecer um pouco da história do celular. O primeiro que se tem notícia foi o Motorola DynaTAC 8000x, aparecendo em 1983.

O ano de 1998 foi um marco importante no desenvolvimento da telefonia móvel. Surgiu o sistema digital GSM, que foi permanentemente consolidado, alcançando a figura mítica de 300 milhões de usuários.

A ideia de telefonia móvel surgiu na empresa AT & T em 1953. Até o final dos anos 70, os sistemas de telefonia celular, de peso e tamanho reduzidos não apareceram.

Esses sistemas eram experimentais e não funcionavam comercialmente, embora alguns deles, com pequenas modificações, tenham sobrevivido até hoje.

Portanto, com toda essa história por trás dos nossos aparelhos inseparáveis, podemos tirar nossas conclusões. Quem inventou o telefone foi mesmo Graham Bell.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *