Qual é a aranha mais venenosa do mundo?

A aranha de Sydney (Atrax robustus) é considerada a aranha mais venenosa do mundo. Além de ser a aranha com a toxina mais forte do planeta, é também um dos animais mais mortais encontrados na Austrália. Com uma picada dela, a pessoa pode ter serias complicações de saúde ou mesmo chegar a morte. Veja as principais características da aranha de Sidney.

Características

site de curiosidades

Também conhecida como aranha teia de funil, a Atrax robustus recebe este nome cientifico pela sua estrutura robusta. Ela cresce apenas poucos centímetros, sendo que a fêmea é maior que o macho, medindo de 6 a 7 centímetros, enquanto um macho tem apenas 5 cm.

A aranha mais venenosa do mundo tem uma cor marrom escuro ou preto, e sua cabeça e tórax não tem pelos. Elas costumam cavar um buraco na terra de 20 a 60 centímetros de profundidade e forra-lo com sua teia onde se escondem do calor. Esse animal tem hábitos noturno e geralmente o macho vive solitário, enquanto as fêmeas vivem em colônias com mais de 100 indivíduos.

Essas aranhas também são incrivelmente agressivas com as pessoas, preferindo atacar um possível predador em vez de fugir ou se esconder. Durante o verão e outono os machos saem em busca de parceiras para acasalar.

É até obvio dizer que a aranha de Sidney é encontrada em Sidney. Mas o curioso é que elas habitam apenas nas proximidades da capital australiana, em um raio de até 160 quilômetros da cidade. Essas aranhas são encontradas ao longo de toda a costa de Nova Gales do Sul, até o interior de Lithgow (cerca de 160 quilômetros da capital Sydney).

Veneno

curioso

Ao contrário de muitas aranhas, o veneno do macho é muito mais forte que o das fêmeas, sendo até 6 vezes mais tóxico. O veneno da aranha mais jovem também é menos tóxico. Apesar de pequena, essa aranha pode matar um ser humano com uma picada. Seu veneno age no sistema nervoso, impedindo os impulsos nervosos, podendo afetar qualquer órgão do corpo.

As pessoas vítimas dessa aranha relataram fortes dores. Os sintomas aparecem cerca de 10 a 30 minutos após a picada, e incluem problemas respiratórios, espasmos musculares e diarreia. Caso a vítima não seja socorrida imediatamente e receba o devido tratamento, ela pode vir a óbito dentro de 2 horas.

Entre os anos de 1927 e 1981 foram registradas 15 mortes causadas pela aranha de Sidney. Os relatos eram que as picadas seriam causadas por aranhas macho. O soro para combater o veneno foi desenvolvido em 1981, motivo pelo qual não foi registrado mais nenhum caso de morte por causa dessa aranha.

Leia também:

>> 10 cobras mais venenosas do mundo
>> A maior cobra de todos os tempos

Outros fatos sobre a aranha mais venenosa do mundo

curiosidades interessantes

A aranha teia de funil não costuma viver dentro de casas, exceto quando suas tocas são inundadas após uma chuva, e elas saem para procurar abrigo. Por vezes elas acabam caindo dentro de piscinas quando estão andando, onde podem sobreviver por muitas horas dentro d’água.

As teias de funil saem de suas tocas quando presas em potencial, como besouros, baratas, pequenos lagartos ou caracóis, atravessam as linhas de seda que a aranha coloca em volta de sua toca. Após capturar sua presa elas retornam para o buraco para comer sua refeição.

Curiosamente os ratos, coelhos, gatos e alguns outros animais não são afetados pela picada de uma aranha fêmea. O veneno do macho causa apenas um ligeiro efeito em gatos e cães. Primatas (humanos e macacos) parecem ser mais suscetíveis, juntamente com porquinhos da índia e camundongos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *