Por que Marte é vermelho?

Com exceção de Urano e Netuno, todos os outros planetas do nosso sistema solar podem ser vistos da Terra a olho nu, refletindo a luz do Sol que chega até eles. Mas existe uma um deles que se destaca na cor refletida, Marte, que reflete uma luz vermelha. Na mitologia romana, Marte é o Deus da guerra. O planeta recebeu esse nome por causa de sua aparência vermelha, tal como o sangue. No entanto, a cor de Marte tem a ver com a composição de sua superfície.

Na verdade, planeta Marte não tem a cor vermelho-sangue como os nossos ancestrais imaginaram. Ele é bastante vermelho, com tons de laranja e marrom.

Há 4,5 bilhões de anos, na formação do nosso sistema solar, alguns planetas foram formados com uma grande quantidade ferro, incluindo a Terra e Marte. No entanto, a maior parte do ferro do nosso planeta encontra-se abaixo da superfície, principalmente no núcleo. Marte ao contrário, teve o ferro exposto em sua superfície, e o ferro quando em contato com uma grande quantidade de oxigênio, se transforma em dióxido de ferro (ferrugem).

Leia também:

>> quanto pesa o planeta Terra?
>> os anéis de Saturno estão desaparecendo

Oxigênio em Marte?

curiosidades interessantes sobre marte

A pergunta é: se o dióxido de ferro é consequência da ação do oxigênio sobre o ferro, Marte tinha oxigênio?

Para essa pergunta ainda não existe uma resposta. Marte pode ter tido muito oxigênio no passado, o que causou o processo de oxidação do ferro. Outras hipóteses são avaliadas pelos cientistas. Poderia o Sol ter quebrado componentes da atmosfera de Marte, em um lento processo ao longo de bilhões de anos, transformando o ferro em dióxido de ferro.

Outra teoria apresentada em 2009 por um grupo de pesquisadores dinamarqueses, sugere que tempestades teriam varrido fortemente a superfície do planeta vermelho, expondo o ferro a uma atmosfera rica em oxigênio.

Essas são as hipóteses para a cor de Marte. Os cientistas ainda não têm uma resposta para essa pergunta. Até lá só nos resta admirar o brilho do planeta vermelho nas noites estreladas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *