Ilha das Cobras: um lugar que ninguém quer visitar

A ilha das cobras está localizada ao largo da costa brasileira, em meio a um grande litoral. É uma pena que ninguém possa ir lá. E não é porque sua localização é inacessível, mas sim, pelo fato da ilha ser infestada de serpentes venenosas.

Conhecida também como Ilha da Queimada Grande, este lugar não é habitado por quaisquer espécies de víboras. Lá vive o pior tipo de réptil que pode existir. Daquele que, se te picar, as chances de sobrevivência são mínimas.

A Ilha das Cobras tem muitos fatos interessantes e assustadores por trás de sua fama. Fica até mesmo complicado dizer o que pode ser real e o que pode um mito. A verdade é que, sendo falsas ou reais, ninguém quer pagar para descobrir por si próprio.

lugar perigoso

A Ilha da Queimada Grande está definitivamente riscada da lista de viagens obrigatórias de férias.

A maioria dos turistas prefere pisar em areias, não em cobras peçonhentas. Portanto, este não é um lugar para visitar, e de fato, não é legal ir lá sem permissão.

Mas para que você não fique tão curioso a respeito desse assustador pedaço de paraíso, vamos revelar algumas curiosidades sobre a ilha. Rapidamente, você perceberá que qualquer outro destino é melhor do que este para uma viagem de férias. Prepare-se para uma boa dose de ofidiofobia.

Fatos curiosos a respeito da Ilha das Cobras

serpente venenosa

Há mesmo milhares e milhares de cobras

É estimado que existam cerca de 2.000 a 4.000 víboras Golden Lancehead na Ilha da Queimada Grande.

Não é à toa que o termo “infestado” é tão usado ao se referir ao local. E também não se admira que, há anos, ninguém põe os pés naquelas terras.

Leia também:

Você tem uma hora para sobreviver

A víbora Golden Lancehead é conhecida como uma das serpentes mais mortíferas do mundo. Seu veneno pode agir e ser fatal em uma hora se você for picado. 

Isso não deixa uma boa margem de tempo para chegar em segurança a um hospital. Ainda mais com a Ilha das Cobras localizando-se a 90 quilômetros da costa brasileira. Para o socorro eficaz, seria necessário um barco muito rápido para voltar à costa no prazo limite.

Pessoas já moraram na ilha das cobras

Na ilha há um farol e alguém teve que manejá-lo um dia. No início dos anos 1900, um faroleiro mudou-se para lá com seus parentes para poder exercer seu trabalho.

Mas, segundo a lenda, ninguém da família sobreviveu. Acredita-se que as víboras entraram em sua casa através de janelas abertas. 

É assustador pensar que alguém viveria em um lugar assim e, pior ainda, tendo medo do que está lá fora o tempo todo.

Ilha das Cobras: a casa da víbora

cobra venenosa do brasil

A víbora Golden Lancehead pode chamar a Ilha da Queimada Grande de seu único lar. Isso porque esse tipo específico de cobra só é encontrado nessa parte do mundo. 

Bom, essa notícia pode ser considerada ótima, já que não é preciso se preocupar com esse bicho venenoso se aproximando.

As Golden Lancehead são as donas totais do pedaço

A cobra é a inquilina mais perigosa da Ilha das Cobras e está em um número muito maior. Entretanto, não é a única espécie a habitar o local.  As Dipsas albifrons, que são também conhecidas como Dormideiras, transitam por ali. 

A diferença de um réptil para outro é que as Dipsas não são venenosas e se alimentam de caracóis e outros insetos menores. Mas, em um lugar infestado de seres rastejantes, esse é o fato menos relevante.

Golden não são cobras longas

Esta víbora pode crescer mais de meio metro de comprimento. Quando você considera que há um animal na ilha para cada metro quadrado, não é algo que queira visualizar. 

Pode não ser, de longe, a maior cobra do mundo, já que as pítons são mais longas. Contudo, se formos analisar a quantidade existente, meio metro de comprimento pode se tornar de 10 metros. Você prefere uma cobra realmente grande ou milhares de pequeninas?

Você pode gostar:

Os piratas são os responsáveis por isso

Outra lenda que cerca a Ilha das Cobras é sobre como esses animais chegaram lá. Isso tem a ver com os piratas que enterravam seus tesouros nesse lugar.

Para mantê-los seguros, colocavam as cobras venenosas na ilha, para que ninguém pudesse pegá-los. Agora, vem a parte lógica e prática: se colocavam muitas cobras para impedir que as pessoas roubassem, o que impediria as cobras de picá-los quando fossem lá?

As víboras não podem nadar (ufa!)

jararaca venenosa na ilha das cobras

Não deve ser uma grande surpresa, mas as cobras estão isoladas em seu pequeno pedaço de terra. Segundo pesquisas, há mais de 11 mil anos, o nível do mar aumentou o suficiente para isolar a Ilha da Queimada Grande do continente.

Foi isso que acabou deixando as serpentes sozinhas por lá para evoluir e se tornarem o que são hoje. Hoje em dia são cinco vezes mais venenosas que suas irmãs continentais. Sorte a nossa que estão longe de circulação!

Seu veneno pode derreter a pele

O veneno da Golden Lancehead é tão poderoso que pode derreter a pele humana quando entra em contato. É bem assim que as víboras caçam por comida na Ilha das Cobras. 

Então, é uma boa sugestão que as pessoas passem bem longe desse lugar. Ser picado por um animal desses ou ter a pele derretida não deve ser nada agradável.

Toda a Ilha das Cobras é proibida para visitação

Já faz algum tempo que foram proibidas as visitações à Ilha das Cobras, devido ao grande perigo que oferece. O risco de algo ruim acontecer e não dar tempo de chegar o socorro é muito grande.

As autoridades locais controlam rigidamente as idas ao pedaço de terra mortal. Elas dão permissão a apenas alguns cientistas a cada ano para estudar as serpentes. 

Mesmo que não fosse proibida, provavelmente a ilha não estaria no topo da maioria das listas de turistas. Mesmo que pareça um belo lugar para ir.

E então? Gostou de conhecer um pouco mais sobre a Ilha das Cobras? Teria coragem de pisar nessas terras infestadas de serpentes extremamente venenosas?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *